1. Home
  2. Fórum
  3. Geral
  4. @encostado



@encostado

27/09/2017 16:22:56
Como foi o leilao?

#acoes
Expandir   Gostei
 0
   Não gostei
 0
encostado
27/09/2017
17:22:17
Assinante Oceans14
São Paulo – A chinesa State Power Investment Corp.(SPIC), a francesa Engie e a italiana Enel venceram o leilão da concessão de quatro hidrelétricas promovido pelo governo federal nesta quarta-feira, com pagamento de bônus de outorga à União em troca dos ativos no valor total de mais de 12 bilhões de reais, frente a um mínimo de 11 bilhões que seria arrecadado se todas usinas fossem arrematadas sem ágio.

A SPIC ficou com a maior usina do leilão, de São Simão, com uma oferta de 7,18 bilhões de reais, ou 6,5 por cento acima do preço mínimo definido para o empreendimento, que não atraiu outros lances.

A Engie ficou com as hidrelétricas de Jaguara e Miranda, após lances de 2,17 bilhões de reais e 1,36 bilhão de reais, nos maiores ágios do leilão, de cerca de 14 por cento e mais de 20 por cento, respectivamente.

A italiana Enel, que chegou a apresentar ofertas, mas foi derrotada pela Engie em Jaguara e Miranda, ficou com o último empreendimento licitado, a usina de Volta Grande. A empresa ofereceu 1,419 bilhão de reais pelo ativo, ágio de aproximadamente 10 por cento.

A Cemig, que operava as usinas antes do vencimento de suas concessões, chegou a se habilitar para a disputa por meio da Aliança, uma joint venture com a mineradora Vale, mas a empresa não apresentou nenhuma proposta no certame.

Governo obtém mais de R$ 12 bi com leilão de hidrelétricas | EXAME
Gostei
 1
   Não gostei
 0
encostado
27/09/2017
17:25:23
Assinante Oceans14
Do ponto de vista do governo foi bom, arrecadou um pouco mais que o mínimo (10%), mostrou que os investidores confiam no País, vai ajudar a reduzir o déficit.

Do ponto de vista dos compradores, foi bom também, compraram bons ativos, por um prazo longo, a um preço razoável, num momento de liquidez que permite alavancagem.

Só esperneiam a Cemig, por perder mais de 30% do seu parque, mas ela poderia ter participado do leilão, só que não se preparou para isso nos últimos anos, e os políticos, que vão ter uma empresa um pouco menor agora para interferir.

Para os consumidores, no longo prazo, quanto mais gestão privada melhor. A eficiência fatalmente é repassada aos preços via concorrência.
Gostei
 5
   Não gostei
 0
Atlético
27/09/2017
23:05:46
Assinante Oceans14
kkkkk. cada uma que me parece.Confiam no país? Confiam é que fizeram um ótimo negócio.
rei do copia e cola de sites com alta credibilidade.
blá blá blá.
Itamar se revirou no túmulo com essa da cemig.
Reduzir o déficit? Vai plantar batata. 12 bi em quatro usinas perto de 159 bi em um e somente um ano? quantas usinas tem para queimar ainda?
Gestão privada??????????!!!!! Como que é??? quem comprou? grupos de investidores privados? ou empresas estatais ou com grande participação do estado de outros países? Deve ser pq os cidadãos desses países não pensam como nós né? São burrinhos tadinhos - chineses, italianos e franceses.
é pq estado lá é bom; aqui é ruim. Vejam a China. Tudo privatizado e com livre mercado - por isso tem crescido tão pouco. Sete bi de REAIS?? Nossa como alavancam os Chinas - isso para eles é muita grana.
apesar da pouca participação na geração de energia nos EUA quem controla as hidrelétricas deles? É o setor privado? Confere lá. Se deixam na mão dos de fora um usina hidrelétrica.
Pergunta se os americanos vendem? Assim como o petróleo - vê se deixam qualquer empresa chegar lá explorar e vender o óleo deles? Consulta o Trump; diz para ele que a cemig está afim de comprar alguns ativos lá para tecer uma opinião.
esse corrupto e fraco entregou qts bi para não ser enquadrado? e agora vai ser entregar mais quantos?
brasileiro tem mais que se explodir e se ferrar. Depois arrotam sobre o quão foi bom a privatização das telecomunicações. agora o BB (contribuinte) vai bancar o rombo da Oi. Tarifas caríssimas e péssimo serviço. Fatalmente é repassado sim - o custo para os macaquinhos amestrados - ecolalia.
Privatização serve sim; em país com ordem. Aqui é assim se ficar (manter estatal) o bicho come, se correr (privatizar) o bicho pega.
salve-se quem puder.
esse presidente é uma vergonha; fraco, corno e ladrão - nem mesmo o Sarney foi tão nulo. Nunca esqueçam que foi escolhido pelo Lula.
vai vender plano de previdência que é melhor.
Gostei
 2
   Não gostei
 0
encostado
27/09/2017
23:28:05
Assinante Oceans14
Sindicatos e políticos contra.

Obviamente é bom pro País.
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Atlético
27/09/2017
23:46:58
Assinante Oceans14
Aí eu concordo. Acho que só um imperador sanguinolento com poderes absolutos daria solução nessa bagunça.
Em 15 a 20 anos eu transformaria isso aqui em uma Suíça tropical. Chegaríamos em Marte e a Gurgel superaria a BMW.
Gostei
 3
   Não gostei
 0
md5
28/09/2017
00:20:22
Assinante Oceans14
Relaxa q ta na mão do encostado
Gostei
 4
   Não gostei
 0
Struggle
28/09/2017
07:27:40
Assinante Oceans14
Cemig: de potência a frangalhos. Selo PT de destruição de riqueza.
Gostei
 3
   Não gostei
 0
naoeoxi
28/09/2017
09:11:40
Assinante Oceans14
O que me espanta é ainda ter empresa estatal. Tinha que privatizar uma empresa por semana no mínimo.
O Geddel foi presidente de estatal até ontem. Como alguém pode ser contra privatização de qualquer coisa ?
Alguém tem saudades da Telerj ?


Gostei
 3
   Não gostei
 0
Atlético
28/09/2017
09:36:27
Assinante Oceans14
só trocar qual estado é o dono. coloca os chinas para mandarem na petro que dominamos o mundo.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
encostado
28/09/2017
09:53:31
Assinante Oceans14
How much of U.S. hydropower capacity is owned by the federal government?

52% of hydropower generation is owned by the Bureau of Reclamation, Army Corps of Engineers and other federal entities, built not only for power generation but also for other benefits such as water supply, flood control and navigation. The other 48% is owned by private and public utilities, municipalities and others. Many of these owners comprise the diverse membership of NHA. It’s important to note that expanding generation on either the public or privately held systems would benefit a long and broad supply chain of from turbine manufacturers, trucking and construction companies, to engineering firms and other service providers.

How many hydroelectric facilities are producing electricity today? And how big is the typical operating hydropower plant?

Today the federal government, through the Bureau of Reclamation and Army Corps of Engineers, operates a total of 133 hydroelectric power plants – representing 8% of the country’s hydroelectric facilities. The other 92% of U.S. hydroelectric facilities are operated by the private sector, public utilities, and state or local governments. According to the Federal Energy Regulatory Commission (FERC), which regulates non-federal projects, these entities operate 1,623 hydropower facilities in every region of the U.S. In addition to providing electricity to all 50 states, these facilities also come in all shapes and sizes, most of them much smaller than the large federal dams that we typically associate with hydropower. FERC records show that approximately 89% of our non-federal facilities have a capacity of less than 30 MW.
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Atlético
28/09/2017
11:47:00
Assinante Oceans14
Aí. Viu!!!
Gostei
 0
   Não gostei
 0
naoeoxi
28/09/2017
12:21:39
Assinante Oceans14
e daí....pra mim não faz a menor diferença a nacionalidade, até prefiro que as empresas sejam todas globais do que tupiniquins. os parâmetros são outros. quero mais é que invistam e tragam dinheiro pra cá..
quanto mais global e menos dependente do governo brasileiro melhor.. e se saírem não podem levar para fora nossos rios, nossas usinas,nossas torres, nossos consumidores.. que venham todos e que comprem tudo..
Gostei
 4
   Não gostei
 0
atlético
28/09/2017
12:45:27
Assinante Oceans14
Fala isso para o Trump. Só se proteja na hora da resposta - pode levar um soco e quebrar os dentes.

Levam as usinas sim; agora pede para fazer uma estrada ou uma ferrovia para ver se aparece dinheiro de fora. Pede para fazer um aeroporto. Diga um lugar do mundo onde não é o estado que faz isso.



Sei que é fã dele. Usava até de avatar.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
naoeoxi
28/09/2017
14:33:09
Assinante Oceans14
O Trump tá errado em um monte de coisas... Tá cheio de ferrovias e aeroportos privados pelo mundo. E tá cheio de dinheiro parado no mundo pra investimento em infra estrutura. Sabe porque não fazem aqui ? porque o Estado está no meio e atrapalha.. quer regular a taxa de retorno.. quer regular tudo.. não faz e não deixa os outros fazerem. se não existe ferrovia, de que interessa regular a taxa de retorno do investidor ?
Abre concorrência. Não tem almoço grátis. Não tem nada mais caro do que o serviço prestado por empresas estatais.. Eles colocam a taxa aparentemente mais barata e cobram a ineficiência via impostos. Então quem não usa, acaba pagando. O pobre sempre pagando pelo mais rico.
Gostei
 6
   Não gostei
 0
naoeoxi
28/09/2017
14:53:01
Assinante Oceans14
Aliás, a Oi foi para o vinagre depois que o Governo Lula interviu e quis criar a "Supertele".
Mandou comprar a empresa do filho, baixou decreto, injetou dinheiro público pra compra da BR Telecom , fez o iscambau , pra que a empresa fosse uma das campeâs nacionais.... Oi, JBS, GrupoEBX, Petrobras, todas seguiram essa política de empresas nacionais fortes, deu no que deu..
refresque a memória
http://www.dcomercio.com.br/categoria/negocios/com-a-agonia-da-oi-chega-ao-fim-o-sonho-da-supertele-de-lula

tivesse deixado o mercado agir..seria melhor não?
Gostei
 6
   Não gostei
 0
Atlético
28/09/2017
16:25:45
Assinante Oceans14
Tem rodovia e ferrovia privatizada, mas na enorme maioria dos casos são construídas com dinheiro do estado. Tanto nos países ricos quanto pobres. No Brasil tudo é errado mesmo. Mas os americanos são o que são muito por conta do estado americano. Internet, nasa, defesa... tudo estatal. Veja aeronaves de combate. Ou o Brasil iria comprar do estado francês, do sueco ou americano.

Vc confunde o papel estratégico do estado com a péssima gestão do estado brasileiro. Ver o exemplo do estado chinês.

As duas mais importantes nações do liberalismo econômico privatista deram um senhor não a diminuição do tamanho do estado: Trump e Brexit.

Quando que o Brasil mais cresceu? Quando deixamos de sermos vendedores de cana e café somente? Quem teve papel decisivo e força para peitar e domesticar as oligarquias rurais? O estado brasileiro quando teve líderes e alto nível; não esses merdas que tivemos desde 1980.

A globalização fracassou; vários tratados de livre comércio estão sendo revistos .
Gostei
 0
   Não gostei
 0
Atlético
28/09/2017
19:57:26
Assinante Oceans14
Iniciativa privada é apple, microsoft, siemens, montadora (apesar dos Obamas para a GM). pegam o trem e fizeram do nada.
Privatizar usina hidrelétrica é só um venda.
Os russos podiam vender uma parte do arsenal de bombas deles. Pergunta lá se eles vendem - deve valer uma grana federal.
Gostei
 0
   Não gostei
 0