1. Home
  2. Artigos
  3. Negócios
  4. Just do it

Escrito por Ali Baba    09/01/2017 16:37:32

Just do it


Pegando carona na postagem do Struggle, decidi escrever sobre o poder de fazer.

Esse artigo é somente para quem quer empreender. Se o seu negócio é outro, não perca tempo. 
Bom, já dei o aviso aos navegantes, então lá vai.

Eu sou um procrastinador. Na verdade se houvesse uma faculdade de procrastinação eu já teria PhD e seria professor emérito.
Sempre quis ser empresário e após quebrar na minha primeira tentativa, encontrei "n" razões para procrastinar. 

Quem já ganhou um chute nos dentes sabe muito bem o quanto dói, e vai colocar o subconsciente pra trabalhar duro evitando uma nova surra. Qualquer coisa serve. Cursos infindáveis para se preparar, livros infinitos que “precisam” ser lidos, análises das novas tendências, a velha e boa desculpa da falta de tempo, a espera pela oportunidade certa, o ambiente brasileiro de negócios, etc, etc e tal. E você se resigna com essa realidade que aparentemente não consegue controlar e vai viver sua maldição de 09:00 às 17:00. Eu sou assim. Um procrastinador nato. Um enrolão!

Então como consegui empreender? Como nesse exato momento que escrevo essas mal traçadas linhas estou envolvido em 9 projetos em estágios diferentes de concretização, em 4 continentes, se eu enrolo? Simples, eu aprendi a conhecer os truques que o meu subconsciente usa para me poupar da dor - e não se iluda, empreender vai doer pra caralho - e inventei um bypass, uma forma de contorná-lo. Eu começo a fazer. Just do it!

Eu falo com as pessoas que estarão envolvidas no projeto e crio expectativas, determino funções e boto algum dinheiro no jogo. Pronto! Aí é tarde. Você tem que trabalhar...tem que realizar. E depois que você tem um nome a zelar, quando sua palavra vale, você não consegue desapontar as pessoas. Você se empenha. Os outros já estão trabalhando, vão querer ver você se mexendo também.

Claro, muitas noites você se pega batendo a cabeça na parede "pra que fui me meter nessa merda?" mas aí Inês é morta. Se vira negão! Faz esse treco funcionar.

Vou avisar mais uma vez: vai doer! Você vai se arrepender 500 vezes (Pra que escutei aquele turco miserável?). Sua mulher, sua sogra, seu irmão e seu cunhado terão orgasmos múltiplos numa espécie de orgia interfamiliar quando falarem "eu te disse!". A propósito, são as três palavras que eu mais odeio depois de "se" (se eu tivesse acreditado em mim estaria rico; se tivesse investido quando tive chance, se fosse mais alto, se fosse mais bonito, etc).

Mas tudo que você precisa na sua vida inteira é que dê certo uma vez! Uma única vez que você acerte em cheio e terá a melhor sensação que um homem pode experimentar na terra. Os céus se abrem e anjos descem pra te carregar numa liteira, enquanto um exército de gênios se curva à sua passagem. Seu desejo é uma ordem. Você foi tocado por Deus e caminha entre os heróis da humanidade, como um Titã. E após beber do néctar dos deuses que te é oferecido por virgens vestais, se te der vontade de urinar, olhe para baixo e sem dó mije naquelas cabeças medíocres que te atormentaram ao longo do caminho.

Tô falando sério. É bom assim, desse jeito, tamanho e intensidade. E toda vez que estou mal e desanimado me lembro como foi a primeira vez que eu fiz um strike desses. E ninguém pode tirar isso de mim.

Então me animo e volto ao trabalho reservado aos Titãs que somos nós e meto a mão na massa para fazer o que os outros não farão, simplesmente porque mesmo sendo um procrastinador eu posso! E você pode! "Eles" só podem falar.

É claro que existe preparação, estratégia e análise, mas a verdade é que na maior parte se aprende fazendo. Você pode desenhar os melhores planos de negócio, mas eu te garanto que eles não sobrevivem a um mês de realidade. Como dizia Mike Tyson, "todo mundo tem um plano, até levar um soco nos dentes".

Então meu conselho para você é: faça! Comece! Tá com medo? Bem-vindo ao clube. Não tem dinheiro? Ótimo, é pra isso que se empreende, pra ganhar muito dinheiro e ficar rico, apesar de algum almofadinha da faculdade de administração com MBA em sabe-se lá o que, tentar te convencer que existe um negócio chamado empreendedor social ou algo parecido que não visa lucro, pois felicidade e sustentabilidade é o que interessa. Não acredite nesse lixo! Você empreende por inúmeras razões, a mais importante é lucro.

Faça! Pare de enrolar! O mundo depende de você para girar. Largue esse texto, ligue para o seu futuro sócio e distribua as tarefas. Simples assim. Não tem sócio? Liga pra seu futuro empregado e contrata ele. Se coça rapaz!

A vida é curta, mas quando se vive o arrependimento dia-após-dia de não ter tentado, ela deve parecer bem longa... Não caia nessa.

Te vejo no topo!

Forte abraço,

Ali Baba

Gostou do texto? Cadastre-se no site e começe a seguir o usuário Ali Baba. Sempre que ele postar um novo artigo, você será notificado.

Para ler outros textos do usuário Ali Baba, clique aqui.