1. Home
  2. Artigos
  3. Ações
  4. Operação de Taxa

Escrito por Struggle    20/02/2017 08:51:52

Operação de Taxa


A operação de taxa com opções de compra (calls) é uma operação relativamente simples, que pode proporcionar excelentes remunerações, com todo o risco e potencial de ganho já estimado na montagem. Nada mais é do que a compra de um ativo e a venda da opção de compra do ativo correspondente em um strike preferencialmente dentro do dinheiro (ITM). 


Aqui,deseja-se o exercício desta operação lançada (vendida), aonde entregaremos o ativo comprado algumas semanas anteriormente ao exercício, e receberemos o valor do strike na data do exercício, mais o valor que recebemos quando montamos a operação. 

Para ilustrar, tomaremos um exemplo. Hoje a ação PETR4 estaria cotada a R$15,61. Vamos comprar 1.000 PETR4, necessitando de um capital de R$15.610,00. Após a compra deste ativo, venderíamos a opção de compra (call) PETRC14, com o exercício em R$14,00, pelo valor hipotético de R$2,00 (recebemos R$2.000,00). Capital inicial da operação = R$13.610,00 (R$15.610,00 - R$2.000,00). 

Simplificando, teríamos:

+1.000PETR4
-1.000PETRC14

Ou seja, se no dia do exercício (20 de Abril de 2017) tivermos o valor de mercado de PETR4 acima dos catorze reais, entregaremos as 1.000 PETR4 e receberemos R$14.000. Lembre-se que vendemos 1.000 PETRC14, e para esta operação, recebemos no dia da venda, o valor correspondente ao valor de PETRC14. Ou seja, receberemos R$2.000. Com uma remuneração de R$390,00 reais (soma dos valores extrínsecos contidos nas opções vendidas) para o período (28 dias), conseguiríamos uma taxa bruta de 2,86% (remuneração de R$390,00 para um capital de R$13.610,00) para o período (sem contar taxas administrativas, corretagem, emolumentos e imposto de renda). Nada mal, não é mesmo?

Obviamente,esta remuneração não é gratuita. O mercado remunera o operador pelo risco que ele corre em não ser exercido, ou seja, se PETR4 estiver valendo menos que R$14,00, não seremos exercidos e o valor final da operação poderá ser menor que o valor investido, contabilizando-se assim um prejuízo financeiro. Mas isto se deixarmos a operação montada e formos para a data de exercício sem desmonte da operação.

A boa notícia é que o risco aqui é calculado, e pode-se desmontar a operação (stop) se a ação PETR4 se desvalorizar e comprometer a viabilidade do lucro. Normalmente estabelecemos o stop na montagem, com desmonte da operação se PETR4 vier abaixo dos 14 reais, ou mesmo um pouco abaixo, como R$13,61 que seria o strike menos o valor extrínseco da opção vendida (R$0,39). Este valor fica individualizado ao operador, sendo estas algumas sugestões de estratégias de desmonte, caso o mercado venha contra a sua operação.

Para a montagem desta simples operação é necessário se atentar para algumas questões práticas que podem aumentar a chance de ganho. Procure um strike dentro do dinheiro (ITM), que ofereça algum lastro de queda (preferencialmente maior que 10% que o valor de mercado do papel). Operações com ganho bruto maior que 2% ao mês já são interessantes, e em períodos de maior volatilidade é possível conseguir maiores taxas. Mas lembre-se sempre que maior volatilidade pode significar maiores taxas... e maiores riscos!

O monitoramento desta operação é simples, bastando uma checagem diária (ou mesmo semanal, se você mantiver um bom lastro, ou uma boa distância do preço de exercício).

Acompanhem no fórum algumas simulações de operação de taxa. Estamos sempre abertos a sugestões e comentários.

Gostou do texto? Cadastre-se no site e começe a seguir o usuário Struggle. Sempre que ele postar um novo artigo, você será notificado.

Para ler outros textos do usuário Struggle, clique aqui.