1. Home
  2. Artigos
  3. Nutrição e Boa Forma
  4. O remédio azul faz mal para o coração? Mitos e realidade.

Escrito por rfalci    23/01/2017 21:58:29

O remédio azul faz mal para o coração? Mitos e realidade.


Colaborou Dr. Renato Falci Júnior, urologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de medicina da USP


Nem a descoberta da penicilina foi tão comentada como foi adescoberta dos inibidores da fosfodiesterase tipo 5, representado pelo famosoViagra que, por ser o primeiro, conseguiu colocar seu nome impresso no cérebrode praticamente todos os homens do planeta. Hoje já existem concorrentes,cópias e genéricos em todas as farmácias do país. Apesar da popularização do usodesses medicamentos, é frequente o quesionamento quanto à possibilidade do seuuso afetar o coração.  Todo mundo jáouviu falar de alguém que morreu durante uma relação sexual, nem que seja namanchete de um jornal popular. Afinal, o que uma coisa tem a ver com a outra?  Vamos aos fatos científicos então e explicaressa crença, deixando claro, desde já, que esse texto não é nenhuma apologia àauto-medicação e que os medicamentos devem ser usados conforme prescrição doseu médico de confiança.

O mecanismo de ereção do pênis é dado pelo influxo de sangueem um tecido esponjoso contido por uma capa com expansibilidade limitada. Àsemelhança do que ocorre em um pneu quando o inflamos com ar, o pênis quandorecebe o sangue ele aumenta de tamanho até um limite, a partir do qual ele ficarígido. As artérias que levam sangue para o pênis têm calibre de aproximadamentedois milímetros e estão sujeitas ao envelhecimento e arteriosclerose, como asdemais artérias do corpo. Portanto é normal que o homem piore a qualidade daereção ao longo da vida. Esses medicamentos em questão são vasodilatadoresdessas artérias. Com isso, ao receber o estímulo para a ereção, o sangue fluirácom mais facilidade para o pênis, facilitando a ereção.

De regra geral, esses medicamentos não têm nenhum efeito nocoração. No entanto, duas situações devem ser evitadas e é por isso quemedicamentos só devem ser usados com ordem médica: A primeira ocorre em pessoasque tomam vasodilatadores para as artérias coronárias (do coração). Quem tomaesses remédios, ao tomar os vasodilatadores penianos (inibidores dafosfodiesterase) pode potencializar o efeito vasodilatador presente em ambas asdrogas e passar mal, por queda abrupta da pressão arterial, podendo até gerarrisco para a vida. A segunda situação ocorre em pessoas que têm uma condição desaúde tão ruim, que não suportam o esforço físico da relação sexual. Nestecaso, não é o remédio que faz mal, mas o esforço físico que foi possibilidadepelo uso do remédio. Assim, esses indivíduos sofrem complicações ou até mortepela atividade física inerente ao ato sexual e provavelmente teriam o mesmodesfecho se fossem praticar algum esporte.

Então, fica o alerta: apesar de para a imensa maioria doshomens os vasodilatadores penianos não apresentarem maiores efeitos colaterais,sempre consulte seu médico para se certificar de que não está dentro dessesdois grupos de risco, para que possa usufruir de seus benefícios sem arriscar avida. 



Gostou do texto? Cadastre-se no site e começe a seguir o usuário rfalci. Sempre que ele postar um novo artigo, você será notificado.

Para ler outros textos do usuário rfalci, clique aqui.



Comentários


Ainda não existem comentários para este artigo.