1. Home
  2. Ações
  3. Ambev

ABEV3 - Ambev

Ambev S.A.
Cód. negociação:
ABEV3
Último balanço:
4T2017

A empresa

Capitaneada pelos empresários brasileiros de maior sucesso, a Ambev surgiu após a fusão das cervejarias Antarctica e Brahma, em julho de 1999. Desde então, a empresa teve uma ascensão excepcional e, hoje, com valor de mercado de aproximadamente 300 bilhões, é a maior empresa brasileira. Pra gerar tanto valor ao sócios, conta com a mão-de-obra de mais de 45 mil colaboradores.

Hoje a Ambev é uma subsidiária da empresa belgo-brasileira AB InBev, da qual o trio de fundadores - Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Herrmann Telles -, fazem parte.

A Ambev, atuando na fabricação de bebidas, possui um amplo portfólio de marcas, sendo que as cervejas mais conhecidas são: Antarctica, Brahma, Bohemia, Budweiser, Caracu, Colorado, Corona, Hoegaarden, Kronenbier, Polar, Quilmes, Skol e Stella Artois. Já as bebidas não-alcóolicas mais conhecidas são: Gatorade, Guaraná Antarctica, Soda Limonada, Sukita, Lipton, H2OH! e Baré.



Concorrentes

No mercado de cervejas, atualmente, não tem pra ninguém. A Ambev tem Market Share de mais de 65%, enquanto a Heineken, que recentemente adquiriu a Brasil Kirin, vem em segundo lugar com aproximadamente 20%. Já o grupo Petrópolis, dono da marca Itaipava, é o terceiro maior concorrente da Ambev.



Os sócios

A Ambev é controlada pela AB InBev e Fundação Zerrener, que detém 72% da participação acionária. Hoje a AB InBev é líder mundial no mercado de cerveja, possuindo, sozinha, aproximadamente 30% do Market Share global. A Heineken, segunda colocada, possui “apenas” 10% de Market Share. Uma participação muito inferior ao da líder AB InBev.

Já a história do trio de brasileiros da 3G Capital remonta há algumas décadas atrás. Em meados dos anos 70, Jorge Paulo Lemann criou o Banco Garantia, que na verdade começou como uma corretora. A viabilização do negócio se tornou possível após Jorge Paulo Lemann conseguir um empréstimo através de um amigo de seu pai.

Em 1986, Lemann partiu para um novo ramo e acabou comprando as Lojas Americanas, e pouco tempo depois, em 1989, comprou a cervejaria Brahma. Em 1997 vendeu o Banco Garantia e dois anos depois, em 1999, adquiriu a cervejaria Antarctica. Surgiu, então, a Ambev.

Hoje Jorge Paulo Lemann é o homem mais rico do Brasil, com patrimônio aproximado de 25 bilhões de dólares. Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira estão entre os cinco mais ricos do Brasil, com patrimônio aproximado de 13 e 11 bilhões de dólares, respectivamente.



As finanças da Ambev

Do ano 2000 até 2016, a receita da Ambev deu um salto de quase 800%, indo de 5 bilhões de reais à 45 bilhões. Em termos reais, desconsiderando a inflação, o crescimento da receita foi de quase 200%. Um belo crescimento das vendas. Já o patrimônio da empresa está hoje em mais de 48 bilhões de reais.

Nos últimos 17 anos a empresa não apresentou prejuízo e teve um crescimento consistente dos lucros. O endividamento sempre foi aceitável e a partir de 2010 passou ter dívida líquida negativa, isto é, passou a sobrar dinheiro em caixa.

Boa parte dos lucros, ao longo desses anos, foram investidos em máquinas e equipamentos para a expansão da produção. A relação CAPEX/LL tem sido constante, na faixa de 30 a 40%.

Em 2016 e 2017 a empresa apresentou, e tem apresentado, uma leve queda no faturamento. Mas a Ambev ainda continua sendo uma empresa exemplar e bastante rígida quando o assunto são as despesas internas. Com excelência em vendas, despesas e produção, o resultado não poderia ser outro: maior empresa brasileira em valor de mercado.

O histórico de cotação com ajustes de proventos (dividendos, juros sobre capital próprio, grupamento, desdobramento, bonificação) mostra a valorização real do ativo.

Se preferir, logo abaixo, você poderá fazer o download das cotações nominais/ajustadas e assim fazer estudos personalizados.


  • Quando não houver lucro no período, o valor do P/L será igual a 0.
  • Grandes oscilações no gráfico ocorrem quando os balanços são divulgados e vem com lucro muito maior ou muito menor que o dos períodos anteriores.
TipoData ComData PgtoValor
Dividendos28/12/1722/02/180,0700
JCP18/12/1728/12/170,3100
Dividendos23/06/1717/07/170,1600
Dividendos23/01/1723/02/170,0700
JCP21/12/1629/12/160,2200
Dividendos31/10/1625/11/160,1600
Dividendos11/07/1629/07/160,1300
JCP29/01/1629/02/160,1300
JCP21/12/1530/12/150,1500
Dividendos08/09/1528/09/150,1500
JCP01/06/1529/06/150,1000
JCP27/02/1531/03/150,0900
JCP07/01/1530/01/150,0960
JCP30/12/1414/01/150,1300
Dividendos27/10/1413/11/140,2200
JCP28/07/1428/08/140,1000
Dividendos28/07/1428/08/140,0600
Dividendos02/04/1425/04/140,1300
JCP14/01/1423/01/140,1540
Dividendos14/01/1423/01/140,1000
Expandir tudo

29/03/2018 14:25:04
#ABEV3

#acoes
Imagem
Expandir   Gostei
 2
   Não gostei
 0
Malandro
29/03/2018
14:57:40
Assinante Oceans14
Começou a engrenar qdo adquiriu a Skol em 89
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Malandro
29/03/2018
15:31:21
Assinante Oceans14
Esquece, foi em 80
Imagem
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Struggle
29/03/2018
16:07:54
Assinante Oceans14
Em 1989 a Brahma foi comprada pelo trio Lemann, Telles e Sicupira.
A fusão com a Antarctica viria 10 anos depois (1999).
E a fusão AmBev com Intebrew aconteceu em 2004.
Gostei
 3
   Não gostei
 0
naoeoxi
29/03/2018
16:45:20
Assinante Oceans14
ficou 30 anos andando de lado.. haja paciência
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Malandro
29/03/2018
16:50:32
Assinante Oceans14
É ..retornando inflação e dividendos, como está agora desde 2013..
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Odonto
29/03/2018
22:38:08
Não é haja paciencia,é haja diversificação

Quem vai dar all in em uma ação,só um idiota
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Zeitona
30/03/2018
18:33:11
Assinante Oceans14
Andar de lado na fase de acumulação é o melhor que pode acontecer se a empresa é boa!
Gostei
 2
   Não gostei
 0
miojo
30/03/2018
20:41:54
considero a abev um caso raro no brasil , empresa lider muito bem administrada, caixa gordo , mas nao tem como crescer mais , nao me lembro no brasil de 1 empresa que ficou nessa situacao , solida mas sem possibilidade de crescer e onde investir , meu chute eles irao pro ramo de alimentacao ..
Gostei
 1
   Não gostei
 0
pedrorl
02/04/2018
11:16:12
Assinante Oceans14
Souza Cruz?
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
Assinante Oceans14
20/03/2018 12:44:12
Expandir   Gostei
 2
   Não gostei
 0
Will
20/03/2018
15:42:01
hahah bacana
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Gostei
 1
   Não gostei
 0
12/03/2018 11:50:25
@malandro, como está o gráfico dolarizado?

#acoes
Expandir   Gostei
 2
   Não gostei
 0
Will
12/03/2018
15:05:32
Virou smallcap
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Malandro
12/03/2018
16:39:56
Assinante Oceans14
Preço de hj Karmona!! abs
Imagem
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Jkarmona
12/03/2018
16:45:03
Valeu, obrigado.
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Will
12/03/2018
17:56:38
Essa já deu. Quem lucrou, lucrou :-)
Gostei
 2
   Não gostei
 0
01/03/2018 08:33:48
ABEV3 - Ações Ambev - Balanços, dividendos, cotação, etc.

Balanço atualizado
Expandir   Gostei
 2
   Não gostei
 0
naoeoxi
01/03/2018
09:02:17
Assinante Oceans14
ótima empresa, mas estagnada. estão reduzindo a dívida por falta do que fazer com o dinheiro.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
Struggle
01/03/2018
09:06:26
Assinante Oceans14
Lucro líquido caiu.
Assim como margens e ROE.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
mantovam
01/03/2018
09:15:57
Assinante Oceans14
Agora o P acerta o L
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
01/03/2018
09:24:47
Assinante Oceans14
sinceramente não entendo... empresa tem um monte de dinheiro em caixa e, em 2017, pagou 3,5 bilhões de juros...

tem grana pra zerar todos os empréstimos e ainda sobra mais de bilhão no caixa...
Gostei
 0
   Não gostei
 0
naoeoxi
01/03/2018
09:40:07
Assinante Oceans14
3,5 bi de juros ? isso foi amortização. provavelmente a divida deles é de longo prazo. por isso não vale a pena liquidar.
se tivessem liquidado ano passado com juros de 14% ao ano teriam prejuizo. agora com selic a 6% vale a pena pagar, pois o dinheiro não rende .
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
01/03/2018
09:44:25
Assinante Oceans14
despesa financeira = juros ou encargos com instrumentos financeiros

depois vou ler o release.. lá deve detalhar melhor essas operações...
Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
01/03/2018
09:44:42
Assinante Oceans14
amortização foi quase 6 bilhões... a dívida atualmente tá 50% curto prazo e 50% longo prazo...
Gostei
 1
   Não gostei
 0
willscs
01/03/2018
10:39:43
Deve ser a variação da dívida estrangeira. o Dolar subiu no 4T2017
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Jkarmona
01/03/2018
12:13:14
Interessante, o ROIC 26,98% permanece estável.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
encostado
01/03/2018
14:02:21
Assinante Oceans14
Depende a taxa. Se a dívida custa SELIC, ou menos, é melhor não pré-pagar.
Manter dívida também maximiza o retorno do acionista, pois tem benefício fiscal e o custo de uma boa dívida costuma ser menor que o custo do equity do sócio.
Gostei
 2
   Não gostei
 0
05/02/2018 16:12:30
empresa tem lucros consolidados todos sabemos , crescimento daqui pra frente sera dificil , ja que possui 67% do mercado , o que deve ser daqui pra frente ? empresa de dividendos ?

#acoes
Expandir   Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
05/02/2018
16:34:26
Assinante Oceans14
provalmente por aí...

e isso se não perder mercado pra heineken (comprou a schin recentemente... 13 fábricas espalhadas pelo país)
Gostei
 2
   Não gostei
 0
encostado
05/02/2018
17:02:36
Assinante Oceans14
Vai tentar consolidar o setor de artesanais?
Ou vai deixar de lado este setor de mais valor agregado, porém de operação mais pulverizada e local?
Vai tentar entrar em vinhos, whisky, vodka, ect?
Gostei
 0
   Não gostei
 0
naoeoxi
05/02/2018
17:26:51
Assinante Oceans14
vai capitalizar o fundo 3G e investir nos EUA que é muito melhor.

aqui já deu pra eles. o marcel telles já até saiu do conselho
Gostei
 3
   Não gostei
 0
26/01/2018 12:36:39
Sei que o site é focado nas pessoas com mais tempo de mercado, mas em relação aos iniciantes nos investimentos? O que vocês diriam para uma pessoa que nunca investiu em ações e está iniciando sua jornada agora?

Eu diria:

Começa comprando Itaú e Ambev e vai aprendendo com o tempo o por que elas são boas. Não compre outra ação antes de você considerar que realmente a empresa é boa. Saiba que você vai achar que uma empresa é boa sem ser, então deixe a maior parte do seu dinheiro em títulos públicos e só vá botando dinheiro na bolsa depois de 3-4 anos.

Saiba que o mercado possui ciclos e você é pequeno demais para descobrir esses ciclos. Não tente adivinhá-los.

NUNCA ache que você é melhor que o mercado ou sabe mais, ou que aprendeu alguma coisa que ninguém mais sabe. Você será enrabado.

Nunca queira ganhar muito dinheiro de forma muito rápida. Você vai perder.

No início foque em aprender e não em ganhar dinheiro.

Saiba que caso você ganhe dinheiro no início, isso irá fazer um estrago na sua cabeça.

#acoes #opcoes
Expandir   Gostei
 2
   Não gostei
 0
naoeoxi
26/01/2018
12:55:55
Assinante Oceans14
Ambev acho que não indicaria não.. Empresa com mercado estagnado.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
26/01/2018
13:02:51
Assinante Oceans14
na minha carteira, ambev eh a que tem o menor retorno ao longo dos últimos anos... mas todo investidor que se preze tem q ter ambev na carteira :)

pra novatos, eu montaria alguns estudos que comprovem que o retorno do B&H no longo prazo eh maior...

nada de trades...

nada de opções...

aprender a interpretar os dados financeiros das empresas... basicamente isso

site ainda tá bem fraco nessa parte... há mto a melhorar..

preciso montar uns how-to.. se alguem aí quiser ajudar, fico agradecido
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Atlético
26/01/2018
13:09:04
Assinante Oceans14
vai trabalhar, aporte, coloca na poupança, na hora que tiver 100 mil preocupe-se com isso.


quanto ao site sugiro mais coisas de FII.
Gostei
 2
   Não gostei
 0
md5
26/01/2018
13:13:56
Assinante Oceans14
acima de 30k já tá valendo... na verdade até mesmo, se quiser pegar experiência
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Zeitona
26/01/2018
13:37:29
Assinante Oceans14
Eu diria para estudar os fundos imobiliários, acho que o efeito dos juros compostos funcionam muito melhor para o pequeno investidor.
O pagamento mensal e isenção do IR, diversificação muito facil, são os diferenciais desse produto.
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Atlético
26/01/2018
13:49:40
Assinante Oceans14
passa os top picks aí zeitona!
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
26/01/2018
13:49:43
Assinante Oceans14
sei não.. dinheiro na mão eh vendaval... aí compromete o efeito dos juros compostos...

prefiro que as empresas q invisto nem paguem dividendos...
Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
26/01/2018
13:50:42
Assinante Oceans14
atlético mesmo eh um exemplo... torra toda a grana dos dividendos com "princesas" :)
Gostei
 0
   Não gostei
 0
Atlético
26/01/2018
14:02:02
Assinante Oceans14
torrar seu tonto?!?!?!

esse é o melhor investimento que um homem pode fazer disparado. são milhões de reais salvos ao longo da vida. uma mulher e crias dão mais despesas que um camaro!
Gostei
 4
   Não gostei
 0
md5
26/01/2018
14:15:18
Assinante Oceans14
hahahaha
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Toluka
26/01/2018
20:10:06
Assinante Oceans14
O cara que nunca investiu em ações tem que saber: ele não vai investir em ações, mas em empresas. Para isso terá que construir os seus critérios para identificar as boas empresas.
O cara que nunca investiu em ações tem que ter claro que que ser investidor e não especulador.
O cara que nunca investiu em ações tem que favoritar Oceans14 e esquecer Infomoney!
Gostei
 2
   Não gostei
 0
Toluka
12/03/2018
11:34:41
Assinante Oceans14
Tô experimentando uma estratégia para alimentação de um portfólio de ações. Ela tem alguns critérios básicos.
Diversificação da carteira: selecionar 12 empresas para o portfólio. Objetivo: fazer pelo menos um aporte por ano, em média, por empresa. O foco é na empresa, com avaliação anual.
Aportes mensais: 1) definir o valor dos aportes mensais; 2) escolher um FI para aplicar o aporte mensal. Objetivo: segregar os aportes (mensais) das compras (regulares).
Compras regulares: identificar o papel que está com preço atrativo e comprar pelo menos um lote, resgatando do FI se for atrativo. Objetivo: aproveitar as oportunidades de baixa das ações. O foco é na ação.
Não sei ainda se é uma estratégia viável, mas a idéia é acompanhar a sua utilização por 2 ou três anos. E daí rodar um PDCA.
Gostei
 0
   Não gostei
 0
md5
12/03/2018
11:40:48
Assinante Oceans14
é uma boa estratégia... só não concordo mto com tirar dinheiro de um tipo de investimento pra colocar em outro... prefiro ir balanceando...
Gostei
 0
   Não gostei
 0
Malandro
27/10/2017
11:35:15
Assinante Oceans14
Gostei
 1
   Não gostei
 0
14/09/2017 09:15:42
Expandir   Gostei
 1
   Não gostei
 0
27/07/2017 09:07:33
Expandir   Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
27/07/2017
09:15:04
Assinante Oceans14
q fase... desde a criação da ambev esse eh o pior período (últimos 2 anos)...

como a empresa tá redondinha, agora eh ir acompanhando o market share de cervejas
Gostei
 1
   Não gostei
 0
07/07/2017 17:49:02
O valor de mercado de LP não demonstra força (for now) para sair desse trend de baixa (relativamente suave) ..
Imagem
Expandir   Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
07/07/2017
17:53:12
Assinante Oceans14
ainda tem a aquisição da brasil kirin pela heineken, q ocorreu uns 2 meses atrás... a heineken quer expandir aqui no brasil... e, na minha opinião, vão dar mto mais trabalho pra ambev que a kirin (japoneses)
Gostei
 0
   Não gostei
 0
Malandro
08/07/2017
10:28:47
Assinante Oceans14
Vou procurar outro report, de uns meses atras, que tem dados do setor, que explicam tanto a alta absurda de 2010 a 2013 e essa pasmaceira atual..
Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
08/07/2017
11:10:31
Assinante Oceans14
blz... mto bons esses conteúdos para os murais...
Gostei
 1
   Não gostei
 0
Malandro
09/07/2017
15:09:48
Assinante Oceans14
Aqui tem uns charts interessantes sobre o setor e a empresa
38120.pdf - Google Drive
Gostei
 1
   Não gostei
 0
md5
09/07/2017
16:32:22
Assinante Oceans14
top...
Gostei
 1
   Não gostei
 0

1 2
Apresentação / Valores
/

Lucratividade - ABEV3

199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017
Receita líquida2.7793.1552.4835.2506.5257.3258.68312.00615.95817.61319.64820.89923.19425.23327.12632.23134.79138.07946.72045.60247.899
Resultado bruto1.1541.3551.0042.4063.1593.9834.6397.22610.21611.66413.10213.73515.47616.78418.33321.93923.39325.26530.65828.92429.857
Margem bruta42%43%40%46%48%54%53%60%64%66%67%66%67%67%68%68%67%66%66%63%62%
Ebit5954881377081.4962.0541.7712.6053.6635.3855.7785.7879.61710.02311.70913.86015.37515.84318.78117.10016.423
Margem Ebit21%15%6%13%23%28%20%22%23%31%29%28%41%40%43%43%44%42%40%37%34%
Ebitda000000006.2417.8178.7639.06010.99411.59013.16515.62917.46718.23621.85620.61220.036
Margem Ebitda0%0%0%0%0%0%0%0%39%44%45%43%47%46%49%48%50%48%47%45%42%
Res. Financeiro-52-133-284-323-503-74793-776-1.086-1.078-1.252-1.092-982-319-468-812-1.563-1.475-2.268-3.702-3.493
Lucro líquido453317-2057367841.4621.4141.1651.5282.7972.8633.0665.9887.6198.71910.64211.35412.36212.87913.0837.850
Margem líquida16%10%-8%14%12%20%16%10%10%16%15%15%26%30%32%33%33%32%28%29%16%
ROE32%21%-6%21%23%35%31%7%8%14%16%18%27%31%34%36%26%28%26%28%16%
Dividend Payout------------------------149%64%68%95%59%66%63%51%63%98%89%79%112%

Dívida - ABEV3

199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017
Patrimônio líq.1.4041.4783.1553.5893.4524.2084.50417.19419.98919.49017.60717.41422.29624.56425.82829.92343.99743.64450.33346.65147.982
Disponibilidades00000000000006.9788.2699.40211.57410.43513.8358.15910.366
Dívida bruta1.5821.8793.5902.1924.5694.4865.9807.8107.2039.5669.85211.0257.2616.7704.1023.1432.8942.6223.5995.3962.553
Dívida líq.1.5821.8793.5902.1924.5694.4865.9807.8107.2039.5669.85211.0257.261-208-4.167-6.259-8.680-7.813-10.236-2.763-7.813
Dívida bruta/PL1,131,271,140,611,321,071,330,450,360,490,560,630,330,280,160,110,070,060,070,120,05
Dívida líq./Ebitda------------------------1,151,221,121,220,66------------------------
EF53%56%53%38%57%52%57%31%26%33%36%39%25%22%14%10%6%6%7%10%5%
ECP45%48%69%58%38%14%33%44%17%22%25%36%11%38%54%27%36%38%36%67%52%

Fluxo de Caixa -

ABEV3
199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017
FCO000000004.1495.9857.9186.9338.69710.06212.60614.12815.24515.89523.58012.34417.874
FCI00000000-1.619-3.785-2.202-2.694-1.551-3.132-2.203-5.717-3.802-4.768-5.997-5.897-3.073
FCF00000000-2.973-1.468-4.825-3.484-5.928-4.903-8.651-7.652-9.385-13.143-15.327-11.645-12.864
FCT00000000-4437328917551.2182.0271.7527592.058-2.0162.256-5.1981.937
FCL000000002.5302.2005.7164.2397.1466.93010.4038.41111.44311.12717.5836.44714.801
FCI/LL------------------------106%135%77%88%26%41%25%54%33%39%47%45%39%
CAPEX00000000-1.417-1.444-1.538-2.055-1.438-2.286-3.200-3.014-3.800-4.493-5.261-4.132-3.101
CAPEX/LL------------------------93%52%54%67%24%30%37%28%33%36%41%32%40%
CAPEX/FCO------------------------34%24%19%30%17%23%25%21%25%28%22%33%17%

Balanço Patrimonial -

ABEV3
199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017
Ativo Total4.3034.6699.1208.63911.02812.38114.83033.01633.49235.64535.47537.27040.10142.67846.13954.15968.67472.14390.17683.84186.851
Ativo Circulante1.6781.9593.2212.6874.6845.5935.5005.3794.9316.8177.8809.84710.30312.91014.67916.25520.47020.72828.31423.88624.718
Disponibilidades00000000000006.9788.2699.40211.57410.43513.8358.15910.366
Recebíveis00000000000002.7312.5122.9353.6133.0284.1654.3684.944
Estoque3143725795918068599541.3801.1781.3631.4571.9821.4881.9052.2382.4662.7953.4114.3384.3474.318
Outros AC00000000000001.2961.6581.4512.4863.8535.9757.0125.087
Ativo Não Circ.2.6242.7105.8985.9526.3436.7879.32927.63628.56128.82727.59527.42329.79729.76731.45937.90348.20451.41461.86159.95462.133
Imobilizado2.1542.1153.6233.2043.2773.2894.1665.5315.4045.7235.5936.8826.5957.0329.26511.41213.93715.74019.14019.15318.822
Intangível000000000000019.26419.21722.90630.23431.25736.04535.75736.076
Outros ANC4585551.4472.0882.4032.8613.4513.9006.3935.0776.5704.3503.7183.4702.9773.5844.0314.4166.6765.0437.235
Passivo Total4.3034.6699.1208.63911.02812.38114.83033.01633.49235.64535.47537.27040.10142.67846.13954.15968.67472.14390.17683.84186.851
Passivo Circ.1.4651.5733.7382.6993.4122.8334.7198.7715.0526.8448.48610.6798.49110.55414.40715.51817.18021.82430.14128.77328.688
Fornecedores2912554205795717898001.0471.0651.3872.1292.8503.3474.4386.1136.5637.9258.70811.1099.79310.418
Emprést. CP7108982.4741.2651.7196071.9763.4431.2092.1042.4763.9608012.6062.2128371.0409881.2823.6301.321
Outros PC1214900000000270313923.5096.0818.1178.21412.12717.75015.35016.948
Passivo Não Circ.1.4331.6172.2252.3504.1645.3395.6057.0508.3009.1599.2259.1769.3137.5585.9028.7177.4966.6739.7008.41610.180
Emprést. LP8729811.1159272.8493.8794.0044.3675.9947.4617.3757.0646.4604.1641.8902.3051.8531.6342.3161.7651.231
Outros PNC004158778151.0141.2321.4701.1286638087329193.3944.0126.4115.6425.0397.3836.6508.948
Patrimônio Líq.1.4041.4783.1553.5893.4524.2084.50417.19419.98919.49017.60717.41422.29624.56425.82829.92343.99743.64450.33346.65147.982

Liquidez -

ABEV3
199719981999200020012002200320042005200620072008200920102011201220132014201520162017
Liquid. corrente1,151,250,861,001,371,971,170,610,981,000,930,921,211,221,021,051,190,950,940,830,86
Liquid. imediata0,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,660,570,610,670,480,460,280,36
Capital de giro213386-517-121.2722.760781-3.392-121-27-606-8321.8122.3562727373.290-1.096-1.827-4.887-3.970
Dúvidas sobre investimentos? Clique aqui para se cadastrar e participar dos murais das empresas e do fórum.
Oceans14, compartilhando experiências e conhecimento.